Corumbá: Mais um dia de operações mira administração municipal e ivestiga fraudes no auxílio para estrangeiros

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta 4ª-feira (7.out.2020) a Operação Raízes, que investiga grupo que fraudava programas assistenciais apara que estrangeiros pudessem acessar programas assistenciais e até auxílios-emergenciais no Brasil. As ordens judiciais são cumpridas em Campo Grande e Corumbá.

Segundo a PF, 60 policiais federais estão nas ruas, na Capital e na Cidade Branca, e cumprem 14 mandados de busca e apreensão expedidos pela 1ª Vara Federal de Corumbá.

As investigações do Núcleo de Imigração da Delegacia de Polícia Federal constataram, desde 2019, que vários estrangeiros, normalmente com auxílio de “despachantes de serviços migratórios”, formalizavam o pedido de autorização de residência utilizando declarações ideologicamente falsas. Foram encontradas ao menos 106 fraudes contra a União.

Ainda de acordo com as investigações, diversos estrangeiros fizeram uso de autorizações obtidas de maneira fraudulenta para conseguir a emissão do cartão do Sistema Único de Saúde 9SUS) e a concessão de benefícios como o auxílio emergencial e o Bolsa Família.

Nesta investigação são apurados os crimes de organização criminosa, estelionato, falsidade ideológica e uso de documento falso.

NOME DA OPERAÇÃO

A Operação foi denominada “Raízes” em razão de os estrangeiros investigados terem obtido, ilegalmente, autorização de residência e outros benefícios sem terem criado quaisquer vínculos com o Brasil.

2º DIA

Esse é o segundo dia de operação em Corumbá, ontem, a PF encontrou mais de R$ 50 mil em Operação que combate fraudes em licitações na prefeitura corumbaense, no âmbito da “Operação Offset”. Na ocasião cumpriu 12 mandados de busca em apreensão e ainda recolheu diversos celulares, computadores e mídias removíveis. A tentativa da PF é combater crimes ocorridos em licitações realizadas pela prefeitura de Corumbá (MS) e que envolviam servidores públicos municipais e empresários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *