Vereador e candidato à prefeitura de Corumbá aumenta em 5x seu patrimônio em menos de quatro anos

O candidato a prefeito em Corumbá e atualmente vereador Gabriel Alves de Oliveira, 38 anos, conseguiu aumentar em cinco vezes seu patrimônio entre a eleição de 2016 e esta de 2020. Os dados são da Justiça Eleitoral obtidos a partir do DivulgaCand, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Quando foi candidato a vereador, em 2016, ele declarou que tinha R$ 365.227,43. Além do cargo de vereador, cujo salário em Corumbá é de aproximadamente R$ 10.000, ele é médico obstetra e trabalha na Santa Casa de Corumbá. Nesse período que ele conseguiu aumentar o patrimônio houve uma grave crise econômica no Brasil e só em Corumbá houve uma perda de poder econômico, sendo que a cidade, no começo de 2020, foi um dos piores em geração de vagas de emprego no Estado de Mato Grosso do Sul, sendo o 73º em abertura de novas vagas. Mato Grosso do Sul tem 79 cidades.

 

 

 

Com os registros de seis candidaturas a prefeito de Corumbá aparecendo no sistema DivulgaCand Contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a soma dos patrimônios dos postulantes ao cargo majoritário é de R$ 5.338.582,89. Destes seis candidatos, dois deles informaram que não têm bens.

Até às 09h20 desta segunda-feira, 28 de setembro, o DivulgaCand não apresentava informações referentes ao pedido de registro da candidatura de Adilson Lobo (Avante), à Prefeitura Municipal.

 

Elano de Almeida

O empresário Elano Holanda de Almeida, 66 anos, candidato do PSL à Prefeitura de Corumbá em 2020, declarou ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE/MS) que não possui bens. Na eleição para prefeito em 2016, ele declarou R$ 473.454,34 em total de bens.

Quatro anos atrás, o patrimônio declarado por Elano à Justiça Eleitoral tinha dois lotes de terreno; cotas de capital de empresa e disponibilidade financeira de dinheiro em espécie. Esta é a quarta tentativa ao comando do Executivo corumbaense. Foi candidato em 2008, 2012 e 2016.

Também estão disponibilizadas informações sobre a candidata a vice-prefeita pelo PSL, professora Berê. Ela informou ser detentora de R$ 120 mil em bens. Patrimônio formado exclusivamente por um apartamento na área central de Corumbá.

 

Paulo Duarte

Candidato do MDB, Paulo Duarte, 57 anos, declarou bens que totalizam R$ 2.353.239,89. Esse patrimônio está distribuído em aplicações bancárias; um apartamento e uma casa – ambos em Campo Grande –; um veículo Corolla; Créditos futuros decorrentes de contrato de mútuo e ações.

A declaração de bens apresentada à Justiça Eleitoral em 2016 mostrava que o valor total dos bens era de R$ 2.263.164,26. Esta é a terceira vez que disputa a Prefeitura de Corumbá. As outras duas foram 2012 e 2016, quando não foi reeleito.

Luciana Cândia, candidata a vice da coligação “Corumbá Merece Respeito”, formada por MDB/PT/Patriota/Solidariedade/DEM e PL, não teve nenhum bem cadastrado no TRE.

 

Marcelo Iunes

O prefeito Marcelo Iunes, 49 anos, que tenta a reeleição encabeçando a chapa “Juntos por Corumbá” declarou bens que somam R$ 854.339,11. Segundo o portal de registros do TSE, o patrimônio declarado pelo candidato do PSDB é composto por quatro lotes de terreno em Corumbá; dois veículos (Tracker e Trailblazer); conta corrente em instituição bancária e uma casa.

Em 2016, quando foi candidato a vice na chapa de Ruiter Cunha, Marcelo Iunes tinha bens declarados que somavam R$ 592.408,00. É a segunda vez que disputa a Prefeitura, sendo a primeira como cabeça de chapa majoritária. A coligação “Juntos por Corumbá” é formada por PSDB/PP/PDT/Republicanos/PSB/PV/PC do B/PTB/Podemos.

Candidato a vice, Dirceu Miguéis tem patrimônio declarado à Justiça Eleitoral de R$ 3.056.028,81. Seus bens são compostos por uma casa em Corumbá; um apartamento em Campo Grande; uma embarcação de médio porte; quatro carros (Fiat Toro, Gol, Triton L200 e Toyota Hillux) e duas áreas de propriedades rurais.

 

Gabriel Oliveira (Dr. Gabriel)

Candidato do PSD, o vereador Gabriel Alves de Oliveira, 38 anos, declarou R$ 2.021.003,89 em patrimônio. Seus bens são formados por duas casas em Corumbá; três terrenos; embarcação tipo lancha; quatro carros (Toyota Hillux; Toyota RAV4; Novo Gol e caminhonete Hillux); aplicações de renda fixa e cota parte de participação societária.

Na eleição de 2016, quando disputou e ganhou eleição para vereador em Corumbá, declarou à Justiça Eleitoral patrimônio de R$ 365.227,43. É a primeira vez que postula o cargo de prefeito municipal.

Bruno Miguéis, candidato a vice da coligação, declarou exatos R$ 70.000,00 em patrimônio, que é formado por uma caminhonete Hillux. A coligação “Corumbá, quem ama leva a sério” é composta por PSD e PSC.

 

Joseane Garcia

Candidata do PRTB à Prefeitura de Corumbá, Joseane Garcia, 39 anos, não dispõe de bens, segundo sua declaração ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul. É a primeira vez que disputa cargo eletivo.

O vice do PRTB é Ildes Pauliquevis. Ele também declarou não ter bens.

 

Anísio Fonseca (Anísio Guató)

Anísio Guilherme da Fonseca, 53 anos, candidato do PSOL à Prefeitura de Corumbá, declarou ao TRE/MS patrimônio total de R$ 110.000,00 formado integralmente por uma casa nesta cidade. De acordo com o DivulgaCand Contas, em 2016, quando disputou uma vaga na Câmara Municipal, sua declaração de bens somava R$ 105.000,00 composta por uma cova no Cemitério Santa Cruz e um terreno. É a segunda vez que tenta a chefia do Executivo Municipal. A primeira foi em 2008.

Jairo do Assentamento, vice do PSOL, declarou bens somados de R$ 30.500,00. O patrimônio é formado por um veículo Corsa Classic e duas motos (CG 150 e CG 160 Fan).

 

DivulgaCand Contas

O DivulgaCand Contas é uma ferramenta desenvolvida pelo TSE que permite consultar as candidaturas por município e cargo, acessar informações detalhadas sobre a situação dos candidatos que pediram registro de candidatura, bem como todos os dados declarados à Justiça Eleitoral, inclusive informações relativas às prestações de contas dos concorrentes.

 

O sistema DivulgaCandContas é abastecido de acordo com a oficialização do registro de candidaturas para o pleito de novembro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *