Abiarroz fortalece negociações internacionais para ampliar mercados

As exportações de arroz somaram, em maio, 86.885 toneladas, contra importações de 95.887 t, informa a Associação Brasileira da Indústria do Arroz (Abiarroz), com base em números do Ministério da Economia. Diante desse cenário, que resultou em um déficit de cerca de 9 mil t, a Abiarroz fortaleceu ainda mais as ações de promoção do cereal no mercado internacional, através do projeto Brazilian Rice, objetivando ampliar as vendas externas

“Estamos fortalecendo cada vez mais o projeto Brazilian Rice, que desenvolvemos com a Apex Brasil. Apesar das dificuldades criadas pela pandemia de covid-19, temos participado de feiras e encontros, a maioria virtuais, buscando aumentar nossa presença no mercado global”, diz o diretor de Assuntos Internacionais da Abiarroz, Gustavo Trevisan. “Como a qualidade do nosso arroz já é reconhecida mundialmente, agora queremos que isso se reflita também no volume de exportações.”

Para a diretora-executiva da Abiarroz, Andressa Silva, o cenário é apropriado à intensificação do Brazilian Rice. “O momento é oportuno para priorizar a defesa de interesses, a fim de consolidarmos o Brasil como uma plataforma exportadora de arroz do Mercosul. Por isso, reforçamos nossa equipe de exportação para fazermos um trabalho de mapeamento de barreiras tarifárias e sanitárias, visando reduzi-las e, ao mesmo tempo, abrir novos mercados”.

“Além da qualidade do nosso arroz, contamos com uma indústria de beneficiamento moderna e eficiente, o que é um ativo que temos a mais para apresentar aos nossos potenciais novos importadores”, acrescenta Trevisan.

AGRONEWS – Informação para quem produz

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *